quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Postado por VALKIRIA às 23:21
Dai-me, Senhor, o dom de ensinar,


Dai-me esta graça que vem do amor.



Mas, antes do ensinar, Senhor,

Dai-me o dom de aprender.



Aprender a ensinar

Aprender o amor de ensinar.



Que o meu ensinar seja simples, humano e alegre, como o amor.



De aprender sempre.

Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar.



Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe

Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade.



Que meus conhecimentos não produzam orgulho,

Mas cresçam e se abasteçam da humildade.



Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas,

Mas animem as faces de quem procura a luz.



Que a minha voz nunca assuste,

Mas seja a pregação da esperança.



Que eu aprenda que quem não me entende

Precisa ainda mais de mim,

E que nunca lhe destine a presunção de ser melhor.



Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender,

Para que eu possa trazer o novo, a esperança,

E não ser um perpetuador das desilusões.



Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender

Deixai-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor.

1 comentários on " "

Prof.Cida on 22 de outubro de 2010 00:49 disse...

OI, QUERIDA!!OBRIGADA PELA VISITA, SEU BLOG É UMA GRAÇA...PARABÉNS!!!
VENHA CONHECER O DIÁLOGO EDUCAÇÃO II:

http://profcidadialogoeducacao.blogspot.com/

BEIJOS FICA COM DEUS!!!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Dai-me, Senhor, o dom de ensinar,


Dai-me esta graça que vem do amor.



Mas, antes do ensinar, Senhor,

Dai-me o dom de aprender.



Aprender a ensinar

Aprender o amor de ensinar.



Que o meu ensinar seja simples, humano e alegre, como o amor.



De aprender sempre.

Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar.



Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe

Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade.



Que meus conhecimentos não produzam orgulho,

Mas cresçam e se abasteçam da humildade.



Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas,

Mas animem as faces de quem procura a luz.



Que a minha voz nunca assuste,

Mas seja a pregação da esperança.



Que eu aprenda que quem não me entende

Precisa ainda mais de mim,

E que nunca lhe destine a presunção de ser melhor.



Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender,

Para que eu possa trazer o novo, a esperança,

E não ser um perpetuador das desilusões.



Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender

Deixai-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor.

Um comentário:

Prof.Cida disse...

OI, QUERIDA!!OBRIGADA PELA VISITA, SEU BLOG É UMA GRAÇA...PARABÉNS!!!
VENHA CONHECER O DIÁLOGO EDUCAÇÃO II:

http://profcidadialogoeducacao.blogspot.com/

BEIJOS FICA COM DEUS!!!

 

Profª Wal Copyright © 2009 Paper Girl is Designed by Ipietoon Sponsored by Online Business Journal